Blog Condomínios

Minimercado em condomínio: como escolher o ideal?

Morar em um local que ofereça conforto e comodidade é o objetivo da maioria das famílias, um resultado da adaptação ao estilo de vida acelerado que a humanidade vive nos últimos anos. E pensando cada vez mais na otimização do tempo das pessoas, os síndicos estão apostando nos modelos de minimercados em condomínios, pois, além de facilitarem o dia a dia dos moradores, agregam valor à propriedade e oferecem segurança em momentos de incerteza, como esse que o mundo vive atualmente

Na prática, esses mercados não servem apenas como conveniência, já que muitos oferecem um mix de produtos completo, desde itens essenciais da cesta básica até opções mais requintadas, como vinho e sushi. Alguns, até fogem dos alimentícios e já tem em seu catálogo peças de vestuário, por exemplo. São templates que dão ao usuário a praticidade de ter o que deseja, no momento em que deseja, a apenas alguns cliques, por meio de um sistema tecnológico fácil e adaptado ao perfil de diferentes clientes. 

No entanto, para que toda essa tecnologia não acabe em dor de cabeça e garanta a felicidade do condômino, é necessário escolher bem qual será a empresa fornecedora deste serviço, uma vez que trata-se de uma mudança no estilo de vida dos moradores, que passarão a contar com mais essa utilidade.  Por isso, preparamos algumas dicas sobre o que é preciso saber na hora de escolher o minimercado ideal para o seu condomínio. 

Qual é a autoridade da marca? 

Sabemos que para agradar a maioria dos moradores é preciso oferecer um produto de alta qualidade. E, no caso dos minimercados, é necessário conhecer detalhes sobre a empresa visada para fornecer o serviço e entender se realmente ela poderá servir bem o condomínio. 

Qual é a força que ela representa no segmento?

 Qual o seu poder de compra?

 Como a marca é vista na sociedade? 

A resposta de perguntas como essas são fundamentais para definir o rumo de uma negociação. 

Esses diferenciais representam qual é a capacidade total da empresa, pois uma marca forte, com tempo de vivência e boa reputação, tem tendência a entregar o melhor aos seus clientes. Então, serão os melhores produtos, com os melhores preços; o melhor serviço de pós-venda; o melhor atendimento ao cliente final (moradores); a maior capacidade de reposição e o melhor sistema de compra. Tudo que um mini mercado em condomínio precisa para ser realmente utilizável. 

Qual é a diversificação e valor dos produtos?

Você já deixou de comprar em um mercado porque ele não oferecia variedades de produtos ou era muito caro? Se a resposta for sim, pense nisso ao escolher o modelo certo para o seu condomínio, pois, apesar de ser um minimercado, é necessário que ele ofereça um mix de mercadorias e esteja sempre inovando para assegurar uma boa experiência ao usuário e a sua fidelização. 

Mas, essa não será uma tarefa difícil se a marca passar pelo primeiro requisito, pois se ela já possui autoridade, com certeza tem um grande poder de compra e parceiros à altura para manter as gôndolas sempre bem abastecidas, além de conseguir os melhores preços e muitas promoções periódicas. 

 

Qual é o processo logístico adotado pela empresa?

Não adianta montar um ambiente lindo e fazer uma inauguração para parar todo o condomínio, se o mini mercado não tiver a capacidade de manter as prateleiras e geladeiras bem abastecidas todos os dias.  Por isso, é muito importante entender como funciona todo o processo logístico da empresa para saber se ela pode manter isso, já que, dependendo do número de apartamentos, será necessário repor esses produtos com uma boa frequência, o que demanda tempo, funcionários e estoque. 

Então, procure saber quantos colaboradores funcionários são responsáveis por esse trabalho na sua região; se há um centro de distribuição perto e se a empresa estará disponível também nos finais de semana e feriados para realizar reposições necessárias. 

Qual é e como funciona a tecnologia utilizada? 

Outro ponto essencial para que um minimercado em condomínio realmente seja funcional, é a tecnologia utilizada para o pagamento dos produtos escolhidos pelos clientes, pois é necessário que eles consigam tranquilamente escolher e finalizar a compra, não é mesmo? Então, se informe sobre como o sistema funciona e qual o suporte para ele. Empresas com tecnologias próprias costumam apresentar um suporte muito mais rápido e eficaz, por exemplo. 

Qual é a cultura da empresa? 

Hoje em dia, mais do que fazer negócios com empresas boas no que fazem, as pessoas esperam se relacionar com marcas que tenham bons valores enraizados em seu DNA. Isso pode ser notado pela maneira como ela trata os seus colaboradores, pelo seu engajamento com as causas sociais e, até mesmo, pelo seu crescimento exponencial, que são resultados da sua visão de futuro e do engajamento de toda a equipe. Ninguém se doa a algo em que não acredite ou ao lugar em que não se sente feliz, não acha? 

Agora que você já entendeu que conhecer todos os detalhes sobre quem está oferecendo ao condomínio um minimercado é um fator essencial, que irá garantir o melhor serviço, de maneira durável e sem preocupações para moradores e gestores, coloque em prática todas essas dicas e feche a melhor negociação. 

Quer saber mais sobre um modelo de minimercado autônomo que se tornou o maior da América Latina e opera com excelência nos condomínios? Conheça o market4u e não tenha arrependimentos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.