Blog Franquia

Franquia e franqueado: qual a relação?

qual a relação entre franquia e franqueado

Última atualização em 20 de julho de 2022 por Francine Santos

Popularmente chamada de franquia pela maioria das pessoas, a franqueadora tem um papel muito importante para o franqueado. E é sobre essa relação entre franquia e franqueado que falaremos neste post, já que esse relacionamento tão importante inicia-se na assinatura do contrato e deve se estender por toda a jornada de existência do negócio. 

Isso vai de encontro ao quesito segurança empreendedora. Afinal, quando alguém decide empreender e opta por uma franquia, é justamente pensando nisso: na segurança do suporte garantido pela franqueadora; no know-how que poderá contar e na trajetória da marca.

A importância do bom relacionamento entre franquia e franqueado 

Por ser um modelo bem diferente de um negócio tradicional, onde o empreendedor inicia sua marca do zero e constrói sozinho o seu planejamento e as questões que permeiam toda a gestão do negócio, a franquia exige que haja um bom relacionamento entre franquia e franqueado. 

E isso começa já no processo seletivo da franqueadora, que deve ser assertivo e detalhadamente traçar o perfil do seu franqueado ideal. Afinal, cada tipo de negócio exige habilidades diferentes, tempo a dispor  e expectativas de escalabilidade e rentabilidade que estejam alinhadas com a realidade do segmento.

Mas como descobrir tudo isso e garantir que o relacionamento entre franquia e franqueado seja saudável? É sobre isso que vamos falar agora! 

Sinceridade 

Já que a construção de um bom relacionamento entre franqueado e franqueador inicia no processo seletivo, ainda quando o empreendedor está apenas interessado na franquia, é importante que ambas as partes sejam muito sinceras. 

Por um lado, a franqueadora precisa ser clara quanto aos pontos relacionados ao negócio: qual o real valor do investimento? Qual o tempo médio esperado para o payback? Quais os riscos do negócio? Qual o tempo que o franqueado precisará dispor ao negócio? Quais habilidades ele precisa ter para ter sucesso? O negócio vai precisar de funcionários ou não?

Por outro lado, o interessado na franquia precisa ser sincero em relação às suas expectativas sobre o negócio; sobre o valor que deseja investir; o tempo que pode disponibilizar por semana à franquia; as habilidades que possui e quanto deseja faturar. 

Dessa maneira, as expectativas já começam alinhadas e com menor chance desse relacionamento dar errado. Mas é claro que ao longo da jornada, podem surgir frustrações ou insatisfações e isso também deve ser esclarecido, por isso a sinceridade é uma ferramenta indispensável para um bom relacionamento entre franqueado e franqueadora. 

Meios de comunicação 

Nessa missão empreendedora, outro ponto muito importante para uma franquia é escolher os meios de comunicação corretos para estar em contato com os franqueados e, assim, manter uma boa comunicação. 

E-mail, telefone, WhatsApp, chat, sistema próprio… Cabe à franqueadora escolher os melhores meios e ao franqueado comunicar se estão sendo efetivos para a resolução de seus problemas ou não. 

Confiança 

O nível de confiança entre franquia e franqueado também é algo muito relevante para a manutenção de um bom relacionamento. E essa confiança é construída dia a dia, sendo iniciada já nos primeiros contatos, como nas reuniões de alinhamento e, posteriormente, nos treinamentos de integração à rede. 

No dia a dia desse relacionamento, a confiança é aumentada conforme o franqueado vai recebendo o suporte que necessita para gerir e escalar o seu negócio, assim como ele vai reconhecendo todo o know-how da franqueadora, a cultura e a política de trabalho da empresa. 

Cumpra os deveres e cobre os direitos 

Há um ditado popular que diz: o combinado não sai caro. E é essa a nossa dica de ouro, que vai te ajudar (e muito) a manter um bom relacionamento entre franqueado e franqueador. 

Atente-se ao contrato e à Circular de Oferta de Franquia (COF), para cumprir todas as regras e deveres contidas neles. Sendo assim, você também poderá cobrar da franqueadora tudo que estiver disposto nos documentos e que são de obrigação da franquia. 

Depois de pensar sobre todos esses pontos, chegamos à conclusão que a franquia e franqueado precisam ter muita responsabilidade nesta longa jornada de negócio para manter um bom relacionamento. 

Quer conhecer uma franquia que preza por essa relação com os franqueados e que tem crescido rapidamente? Confira 4 motivos para investir no market4u

  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.