Blog

5 Dicas para acertar em cheio a harmonização de sua ceia!

Então é Natal! Já começaram a ouvir esse clássico da Simone? Eu, sim. Bom, todo Natal é a mesma coisa: lista de ingredientes comprados, lista enxuta de convidados feita (lembre-se que estamos em pandemia, por isso, evite aglomerações) e as bebidas escolhidas. Mas aqui, para alguns, começa o terror natalino: Como harmonizar o vinho com a ceia? Qual vinho devo comprar?

As dicas de vinho serão classificadas em 3 níveis:

Clássica: (pode ir sem medo de errar);
Ousada: (talvez alguém torça o nariz);
Wine4U: (tem que ter coragem, é o jeito que nós fazemos).

Como prometido, eu mesma, lhe darei 5 dicas rápidas para não fazer feio no Natal e de quebra, deixarei ao final desse e-mail, o meu contato via WhatsApp, caso você tenha alguma dúvida, estarei à disposição.

1 – A intensidade do prato nos sugere qual será a intensidade do vinho.

Lembre-se que estamos buscando o equilíbrio entre ambos, ou seja, o ideal é que nenhum “domine” o paladar. Ex: pratos ácidos, “pedem” vinhos mais ácidos. Este também ajuda a combater a gordura, limpando as papilas gustativas e trazendo frescor como retrogosto.

Exemplo prático: Bacalhau combina com vinho branco de boa acidez (clássico), com espumante brut (ousado) ou com vinho rosé leve (Wine4U).

2 – Temperatura correta é tudo!

Reza a lenda que vinho tinto deve ser servido em temperatura ambiente. Mas, em Curitiba, dependendo do dia, eu posso ter 10 ºC ou 29 ºC, complicado certo?

Por isso, basta lembrar que o único que aceita temperaturas mais baixas de 4 ºC a 6 ºC é o espumante. O vinho branco e o rosé, devem ser apenas resfriados para não ter seus aromas inibidos, algo em torno de 8ºC a 10 ºC. O vinho tinto, entre 16 ºC e 18 ºC (caso você esteja em algum lugar que a temperatura ambiente seja essa, ok, está certo o termo escrito anteriormente).

3 – Menos é mais! Essa máxima continua fazendo muito sentido, seja em perfume, tempero ou vinho!

Temos os pratos clássicos normalmente servidos nessa data, mas, não sei dizer quais deles você servirá (ou quantos deles serão servidos). Mas não há necessidade de servir cada prato com um estilo de vinho, um para a ceia e outro para sobremesa é perfeito. Recomendamos seguir a dica 1, priorizando qualidade e quantidade disponível do item escolhido (uma garrafa de vinho serve 5 taças de 150 ml cada). Na minha casa, calculo 2 garrafas de 750 ml para cada pessoa.

Exemplo prático: Peru assado combina bem com vinhos aromáticos/leves, no estilo da Pinot Noir (clássica), com vinho branco (Chardonnay) com uma breve passagem por barrica de carvalho (ousada) e/ou com vinho tinto médio corpo e com boa acidez (wine4u).

4 – Harmonizando as sobremesas

O vinho mais democrático definido e que acompanhou toda a ceia, agora, cederá o lugar para outro estilo de vinho, que acompanhará a sobremesa (acho justo). A variedade nesse quesito é gigante: panetones e todas as suas derivações, pavê, manjar de coco, rabanada, biscoitos natalinos dentre outros.

Mas todos são doces, ou seja, apesar de alguns serem menos adocicados ou um pouco mais cítricos (dependendo da uva escolhida) a sensação do açúcar está presente em todos. Logo, podemos harmonizar por semelhança: vinho colheita tardia (clássica), espumante moscatel (ousada) e vinho do porto (wine4u).

5 – Presenteando o amigo secreto com vinhos

A última dica é para você, que ainda não teve tempo de pensar em um presente para o seu amigo secreto que é maior de 18 anos.

O vinho é uma excelente forma de demonstrar o cuidado e o carinho que você tem com essa pessoa.

Na Wine4U você encontra rótulos cuidadosamente selecionados de alta qualidade e com diversas faixas de preços. Duvida disso?

Desça até a market4U do seu condomínio, abra o app, e confira as opções (certifique-se que o item escolhido está disponível antes de efetivar a compra).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.